pascalcampion001

Como assim Kaká? Todas elas, todas mesmo? – É isso que você deve estar se perguntando, ou querendo me perguntar… Mas não, não são todas, mas as melhores características, isso é óbvio. E o que você ainda deve estar pensando: – Porra Kaká, essa mulher só tem qualidades? E eu digo novamente: – Não, ela não tem só qualidades, tá longe disso, tem defeitos pra caralho, mas é isso que a torna perfeita… Todo mundo tá careca de saber que eu acho que gente perfeitinha, que não tem defeito, não acorda despenteada e não caga, é um pé com aqueles sapatos de matar barata em canto no meio do saco.

Ela era cheia de defeitos, ciumentas, briguenta, capaz até de ser barraqueira, porra, era o tipo que você olha e pensa: – Velho isso não pode dar certo. Mas eu te digo pequeno padawan, esse é o tempero, o que dá liga na massa do bolo. Manja aquele tempero de vó?! Pois é, eu vejo assim os defeitos dela.

Ela é aquela garota de cabelos castanhos, mas os pintava de loiro, falava que tinha enjoado da cor… Alta, 1,70m, ora pra mim é alta, eu sou baixinho então deem um desconto a minha baixaria e base de comparação. Ela tem um sorriso, que eu não encontrei nem na loira, não vi na morena, e tampouco na ruiva. O sorriso dessa moça é uma entidade viva, um ser em expansão, pulsante… Um corpo magro, delineado como feito por encomenda, tudo no lugar, pernas mais finas, bunda pequena, e parafraseando um amigo: “- Cada um encontra Deus a sua maneira”. Se um homem perderia a cabeça por qualquer uma das outras que eu já citei, por ela ele venderia a alma. Eu faria isso.

E cara a nossa história começa com tudo pra dar errado, um magoado e o outro achando o par um chato, firulento demais. Mas a vida tá pouco se fodendo pra o que a gente acha, nunca ligou, grande verdade é essa. E o seu mundo pode mudar com uma notificação de mensagem no Facebook. Porra, quase quatro anos, não quatro anos e uma notificação fez meu mundo parar… Uma conversa amena, uma troca de telefone e lá estou eu falando o dia todo com esse ser divino em carne e osso. Meu oposto.

Por mais que fosse o oposto de tudo que eu sou, me pegou pelo calcanhar, e não meus amigos, ela não veio com uma Guiness estupidamente gelada, ou com um whisky Jagger, ela veio com um sorriso, daqueles que faz você perder o ponto do ônibus, o ponto da massa… Um sorriso, um sorriso foi o bastante pra que eu perdesse o rumo de casa e pedisse esse meu avesso em namoro. E enganasse quem pensa que ela disse sim de cara… Demorou pra me dar a resposta e quando veio, veio como um: ué, achei que a gente já tava namorando .

E se você quer saber como acaba essa história, te digo que ainda não sei… Estou construindo ela aos poucos. Mas posso te garantir que está ficando linda.

Continua…?

Comentários

Comentários

About The Author

Biólogo com especialidade em toxicologia alucinógena por formação, toca contra-baixo por teimosia, escreve por necessidade, mas a sua real vocação é almoçar. Escreve no seu blog acamadepregos mas nem sempre.

Related Posts